hummels

Declaração feita pelo zagueiro da Alemanha, Mats Hummels, para o jornal inglês Daily Mirror: “Ficou bem claro que teríamos de continuar concentrados, jogar de forma séria e procurar não humilhar a Seleção Brasileira”.

Desta forma, os jogadores alemães fizeram um pacto no intervalo e resolveram não destruir o chamado País do Futebol. Detalhe: o primeiro tempo acabou 5 a 0 para os germânicos, fora o baile.

O placar final de 7 a 1 deixou claro a diferença entre o primeiro e o terceiro mundo. E nem vamos falar de preparação, evolução tática, trabalho de base, etc. Isso é chover no molhado…

Mas só de perceber que os alemães, por respeito ao adversário, “tiraram o pé”, já mostra a nobreza de uma equipe sobre a outra.

Se fosse qualquer outra equipe sul-americana (leia-se Brasil, Argentina, Uruguai, etc) que tivesse metido 7 na Alemanha, os jogadores estariam passando o pé sobre a bola, tentando fazer gol de calcanhar, tocando a bola desnecessariamente para o início de gritos de “Olé”, gols comemorados com coreografias, etc.

Há muita coisa para aprender nestes 7 a 1. Mas será que a nossa soberba vai permitir?

A entrevista de Hummels pode ser lida no Daily Mirror.